Capacitação e orientação para uma vida mais saudável 

Era uma vez...

Claudia, Marcia e Beth, fundadoras da APOIO

Em 2009, uma das fundadoras da APOIO, a psicóloga Maria Elizabeth Bueno Vasconcellos, passou por esta situação aflitiva: seu pai sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC). 

 

Apesar da sólida formação e atuação profissional – formada em Psicologia, Pedagogia e tem especialização em Gerontologia pela Sociedade Brasileira de Gerontologia e Geriatria – Beth e sua  mãe  tiveram, da noite para o dia, que assumir uma pesada rotina de cuidados para os quais não estavam preparadas.


Na prática,  Beth constatou que seu conhecimento sobre o processo do envelhecimento não era suficiente para dar conta de atender a todas as necessidades do seu pai idoso e doente.


As “dores” dessa experiência da vida real fizeram Beth buscar o apoio de sua amiga de infância, Claudia Vallone Silva, enfermeira que, na época integrava a equipe do Hospital Albert Einstein e aceitou o desafio.

  • Facebook
  • YouTube

Mais que informações sobre procedimentos para cuidar melhor do seu pai, Beth teve a ideia de fazer algo ao mesmo tempo mais útil e colaborativo.

 

Queria somar seu conhecimento teórico adquirido na especialização em Gerontologia com a experiência prática de cuidados de Cláudia para, juntas, ministrarem um curso feito sob medida para cuidadores familiares, usando de uma linguagem simples, mas com a abordagem correta da rotina de cuidados com idosos em diferentes graus de dependência.

 
Detalhe: depois de muito pesquisar, Beth constatou que esse tipo de capacitação para cuidadores familiares inexistia no mercado. 

 

Para ter uma equipe de trabalho imbatível, Beth chamou outra amiga de faculdade, a psicóloga Marcia Chorro dos Santos, que prontamente atendeu ao convite, e assim nasceu o projeto das “três mosqueteiras”.

Sr. Carlos Alberto, pai de Beth,

o inspirador da APOIO

Por  vários meses a tríade se dedicou à pesquisa e elaboração do curso que sonhavam oferecer gratuitamente a todos que, como Beth e sua mãe, são pegos de surpresa pela incumbência de cuidar de um idoso acamado. 


As amigas inseparáveis passaram muitos fins de semana trabalhando e discutindo a melhor proposta, pensando em cada detalhe do curso de capacitação que criaram do zero.


Em 2012 a APOIO  foi criada  e em abril daquele ano realizou seu primeiro curso de capacitação,  “Boas Práticas de Atenção à Pessoa Idosa”, na Coordenadoria do Idoso da Prefeitura de São Paulo.


Cerca de 35 pessoas participaram do evento, onde finalmente foi possível validar as ideias, material de apoio e dinâmicas em grupo. 


Para surpresa das realizadoras,  o curso foi muito bem aceito e sua repercussão foi tão boa que as pessoas não queriam ir embora.


Então, Beth, Claudia e Marcia decidiram dar um salto, transformar o projeto em uma iniciativa permanente e de vida longa.


Por seu caráter de utilidade pública e gratuidade, a capacitação inédita da APOIO encontrou no médico gastroenterologista e vereador paulista, Dr Gilberto Natalini, um entusiasta do projeto por ter o potencial de beneficiar milhares de  pessoas, tanto idosas quanto os próprios cuidadores. 


A assessora Luciana Feldman assegurou o sucesso dos trâmites para a realização do curso no auditório da Câmara Municipal de São Paulo.


Com capacidade para 100  participantes e entrada franca mediante prévia inscrição,  de lá para cá a capacitação oferecida pela APOIO uma vez por mês  com  duração de 8 horas, já beneficiou mais de 5 mil munícipes.


São fornecidos certificados e um manual elaborado com todo carinho para que as pessoas possam se aprofundar no conteúdo da capacitação junto a seus familiares e amigos.


A APOIO continua no firme propósito de levar conhecimento para uma vida mais saudável, orientando e capacitando pessoas que cuidam de idosos e outros dependentes ou que se preocupam com o próprio  e bom envelhecimento.